Vigilância

Vigilância à febre aftosa no Maranhão

São consideradas ações essenciais do programa de vigilância para febre aftosa:

1.5
Cadastramento de propriedades
1.6
Cadastramento de profissionais autônomos
1.7
Manutenção de informes sanitários
1.8
Fiscalização de revenda de vacinas
Acompanhamento de vacinações
Palestra para tratadores de animais
Reunião do Comusa
2.4
Atendimento a suspeitas
2.5
Supervisões internas
Preparação de amostras de soro sanguíneo

As ações do PNEFA no Maranhão, também englobam áreas indígenas e quilombolas, consideradas áreas estratégicas, onde são realizadas vacinações oficiais e assistidas de todo o rebanho bovino e bubalino contra a febre aftosa durante as etapas oficiais de vacinação (maio e novembro).

O Maranhão possui 22 reservas ou aldeias indígenas com um rebanho de 4.918 bovinos e bubalinos, distribuídos em 04 UR, englobando 11 municípios.


Áreas indígenas no Maranhão

O Estado apresenta ainda, 248 remanecentes de quilombos com um rebanho de 28.948 bovinos e bubalinos, distribuídos em 10 UR, englobando 42 municípios.


Áreas quilombolas no Maranhão

3.1

Outras ações: