Governo capacita servidores municipais para atuar na Inspeção Sanitária de alimentos de origem animal

O treinamento dos funcionários dos Serviços de Inspeção Municipal de Santa Inês, Pio XII e São José de Ribamar aconteceu de 12 a 15, no auditório da Aged.

O treinamento dos funcionários dos Serviços de Inspeção Municipal de Santa Inês, Pio XII e São José de Ribamar aconteceu de 12 a 15, no auditório da Aged.

De 12 a 15 de setembro, servidores dos Serviços de Inspeção Municipal (SIM) de Pio XII, Santa Inês, São José de Ribamar e São Luís participaram do Treinamento em Procedimentos Operacionais e Administrativos desenvolvido pela Coordenação de Inspeção Sanitária Animal da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged). Ao longo dos quatro dias de formação, 10 veterinários e técnicos agrícolas foram capacitados para fiscalizar as condições higiênicas em estabelecimentos que produzem produtos de origem animal e garantir a oferta de alimentos próprios para o consumo.

Responsável pelo funcionamento do Serviço de Inspeção Estadual (SIE), a Aged fiscaliza os estabelecimentos de produtos de origem animal que atendem às normas sanitárias exigidas para a comercialização intraestatual. Além disso, a Agência atua, em parceria com o Ministério Público, fomentando a criação do serviço em nível municipal. “Desde 2009, quando criamos um projeto de incentivo à implantação de matadouros regionais, elaboramos uma minuta de lei e nos disponibilizamos para oferecer assessoria jurídica às prefeituras e treinamento aos profissionais. Desde, então, nossa equipe oferece essa capacitação a pedido dos municípios”, acrescentou o coordenador de Inspeção Sanitária Animal da Aged, Hugo Napoleão.

No encerramento, os participantes do curso elogiaram a iniciativa e destacaram o empenho da Aged para explicar as legislações e fornecer todas as informações necessárias para a realização do trabalho. “Depois do curso, percebi que o SIM de Santa Inês ainda tem um longo percurso a percorrer. Temos que começar pela base e partir para a orientação da população e de pequenos produtores que queiram comercializar seus produtos”, avaliou a veterinária Denise Porto.

Municípios como Santa Inês e Pio XII iniciaram o processo jurídico para aprovação das leis que instituem o serviço desde 2009 e, agora, contam com o apoio da Aged para preparar os profissionais. Em abril, os municípios de Chapadinha, Estreito, Porto Franco e Santana do Maranhão também passaram pelo treinamento.

Cenário

Apesar de ter sido instituído, pela Lei Nº 7.889/1989, que nenhum estabelecimento industrial ou entreposto de produtos de origem animal pode funcionar, no Brasil, sem que esteja previamente registrado, poucos municípios maranhenses possuem serviços de inspeção. Atualmente, 18 municípios possuem legislação aprovada sobre a inspeção municipal, mas, até 2013, somente São Luís, Imperatriz, Bacabal e Açailândia contavam com esse serviço.

Campanha de Vacinação contra febre aftosa é lançada com ação educacional

O secretário Márcio Honaiser realizou uma vacinação demonstrativa no evento.

O secretário Márcio Honaiser realizou uma vacinação demonstrativa no evento.

Nesta quinta, 5, o Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima) e pela Agência Estadual de Defesa Agropecuária (Aged), realizaram o lançamento oficial da 1ª Etapa da Campanha de Vacinação contra Febre Aftosa de 2016, em São José de Ribamar, com a presença do secretário da Sagrima, Márcio Honaiser, o presidente da Aged, Sebastião Anchieta, o prefeito de São José de Ribamar, Gil Cutrim e representantes das prefeituras da Ilha de São Luís.

Para o secretário Honaiser, a manutenção do estado como livre de aftosa é fundamental para o crescimento da pecuária e atração de investimentos. “Fizemos recentemente o primeiro embarque de bois vivos maranhenses rumo ao mercado internacional, vamos iniciar a construção de matadouros regionais, estamos buscando investimentos no setor frigorífico e incentivando a cadeia de carne e couro; e tudo isso só será possível com o gado vacinado não só contra aftosa, como raiva e brucelose”. Segundo ele, o objetivo a longo prazo é tornar o estado livre de aftosa sem vacinação.  “É preciso que toda a sociedade esteja envolvida: criadores, secretarias municipais, prefeituras, todos unidos nesse trabalho”, reforçou.

Na ocasião, além da vacinação, foram realizadas ações de educação para crianças da comunidade vizinha à fazenda. O grupo de 35 alunos da Unidade Escolar Anita Rocha, participou de trilhas, peça de teatro e aprenderam mais sobre a importância da vacinação contra aftosa. Para o prefeito Gil Cutrim, de São José de Ribamar, que alcançou 100% de cobertura vacinal na última etapa, a realização do evento em uma pequena propriedade representa a intenção da campanha. “A presença desses alunos reflete o trabalho necessário de conscientização dentro e fora da sala de aula, para mostrar a defesa do meio ambiente e a agricultura do nosso município. Agrademos a eficiência e a competência das equipes da Sagrima e da Aged, que coordenada pelo governador Flávio Dino, vem se dedicando à defesa agropecuária do nosso estado”, disse.

Chefe da UR da Aged em São Luís, Assuero Batista, secretário adjunto da Sagrima, Fortunato Macedo, Gil Cutrim, secretário Márcio Honaiser, Sebastião Anchieta, Rayal, dono da propriedade e secretário municipal Pedro Oscar.

Chefe da UR da Aged em São Luís, Assuero Batista, secretário adjunto da Sagrima, Fortunato Macedo, Gil Cutrim, secretário Márcio Honaiser, Sebastião Anchieta, Rayal, dono da propriedade e secretário municipal Pedro Oscar.

Lançamento de Campanha de Vacinação contra Febre Aftosa reunirá crianças para passeio em fazenda

capa-lancamento

Nesta quinta (05), o governo estadual, representado pela Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima) e pela Agência Estadual de Defesa Agropecuária (Aged), realizam o lançamento oficial da 1ª Etapa da Campanha de Vacinação contra Febre Aftosa de 2016, com trilha e teatro para crianças em propriedade rural de São José de Ribamar.

De acordo com o chefe da Unidade Regional de São Luís da Aged, Assuero Batista, a ideia do evento é proporcionar um dia na fazenda para 35 alunos da Unidade Escolar Nossa Senhora da Vitória, vizinha à Fazendinha Renascer, onde acontecerá o lançamento. “Convidamos crianças para mostrarmos um pouco da criação dos animais e da produção. Acreditamos que é o primeiro passo para falar de saúde animal e alimentação segura para esses possíveis futuros produtores”, explicou.

Na ocasião, também haverá teatro de fantoches, que apresentará a peça teatral Febre Aftosa. O teatro faz parte do Projeto Fazendo Educação da Aged, desenvolvido para aproximar as crianças da educação sanitária de uma forma lúdica. O texto da peça tem o objetivo de explicar, com linguagem leve e divertida, o que é a febre aftosa, quais os sintomas e qual a importância da vacinação.

Ações pelo estado

O lançamento da 1ª Etapa da Campanha de Vacinação contra Febre Aftosa está sendo marcado por diversos eventos em todo o estado. Nos municípios de Balsas, Açailândia, Santa Inês, Caxias e Barra do Corda, as Unidades Regionais da Aged, em parceria com as prefeituras e sindicados rurais, promoveram palestras, vacinações demonstrativas e blitzen para chamar engajar produtores e toda a comunidade na etapa.

Além disso, a Aged e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) estão oferecendo treinamento de vacinadores de bovinos e bubalinos contra febre aftosa aos 30 municípios do Programa Mais IDH do governo estadual. Para a Agência esta iniciativa vem complementar as ações estratégicas voltadas aos pequenos criadores. “Há 14 anos, vimos mobilizando os produtores e as autoridades para doarem vacinas. Todo ano doamos vacinas para as áreas quilombolas e indígenas e, este ano, também estamos oferecendo treinamento para esse municípios com menor Índice de Desenvolvimento Humano”, declarou o presidente da Agência, Sebastião Anchieta.