Porto Franco recebe projeto itinerante para recebimento de embalagens de agrotóxicos

Durantes dez dias, produtores rurais de Porto Franco puderam devolver embalagens vazias de agrotóxicos em um dos seis postos de recebimento implantados pela Aged, Aciart e pela Prefeitura.

Durantes dez dias, produtores rurais de Porto Franco puderam devolver embalagens vazias de agrotóxicos em um dos seis postos de recebimento implantados pela Aged, Aciart e pela Prefeitura.

Após a mobilização de produtores rurais em seis povoados do município de Porto Franco, o governo estadual, por meio da Unidade Regional Imperatriz da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged/MA), a Associação do Comércio de Insumos Agropecuários da Região Tocantina (Aciart) e a Secretaria de Agricultura Municipal promoveram o Dia “D” do Recebimento Itinerante (RI), no dia 30 de janeiro, durante o qual foram devolvidos 173 kg de embalagens vazias de agrotóxicos.

Como parte da ação, nos dias 19, 21 e 22 de janeiro, os fiscais agropecuários da Aged/MA ofereceram palestras educacionais para cerca de 150 produtores, onde trataram da importância do uso correto de defensivos agrícolas e da devolução de embalagens vazias destes produtos.

“Muitas vezes, pequenos e médios agricultores não cumprem com a obrigação de devolver essas embalagens dentro do prazo legal de um ano por falta de informação. Esse projeto, que casa palestras com o Recebimento Itinerante, além de conscientizá-los, oferece uma oportunidade para a retirada dessas embalagens de dentro de suas propriedades para a devolução em seu município”, explica o fiscal agropecuária, André Gonçalves Ferreira.

O Recebimento Itinerante de Porto Franco, que contou com postos de coleta nos povoados Coité, São Miguel, Vereda Seca e Assentamentos São Raimundo, Oziel e Maravilha, foi o primeiro da Unidade Regional Imperatriz da Aged/MA em 2017.

“Iniciamos nossa programação de RIs para o ano de 2017 com o pé direito. Tenho certeza que esse ano vamos superar nossas expectativas no que diz respeito ao recebimento das embalagens vazias de agrotóxicos por meio desse projeto”, declarou o gerente da Aciart, Lourival Sousa.

De acordo com a Aged/MA, está prevista a realização de um Recebimento Itinerante por mês nos municípios que compõem a Regional Imperatriz como uma forma de auxiliar os produtores que não têm condição de devolver suas embalagens na Central de Recebimento de Embalagens de Agrotóxicos mais próxima, situada em Imperatriz.

“Devolver as embalagens de agrotóxicos aqui dentro do povoado tem facilitado nossa vida. A gente não gosta de queimar ou deixar jogado, mas antes não tínhamos o que fazer com elas. Agora a gente já sabe que tem que devolver”, disse agricultor do Assentamento Maravilha, Gilberto da Silva Lima.

Dia “D”

Os produtores de Porto Franco mobilizados pela Aged/MA tiveram 10 dias para devolver suas embalagens nos seis postos de recebimentos instalados pela Agência. O encerramento do projeto, o Dia “D”, foi marcado por um circuito da saúde, realizado pelo Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (CREST). O evento reuniu 70 produtores e ofereceu exames de glicemia, aferição de pressão arterial, vacinação contra tétano, entre outros.

Recebimento Itinerante de embalagens de agrotóxicos tem adesão de produtores da Grande São Luís

O agricultor Josinaldo Maia foi um dos produtores que aproveitou a ação para destinar corretamente 26 embalagens.

O agricultor Josinaldo Maia foi um dos produtores que aproveitou a ação para destinar corretamente 26 embalagens.

Por volta das 11h da sexta-feira (18), o agricultor Josinaldo Maia (22) chegou à Associação dos Trabalhadores e Produtores Rurais da Mata, em São José de Ribamar, com 26 embalagens vazias de agrotóxicos na garupa da bicicleta para entregar aos fiscais da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged). Assim como Josinaldo, muitos pequenos produtores tiveram a oportunidade de entregar essas embalagens para uma destinação ambientalmente correta durante os dois dias de Recebimento Itinerante na Grande São Luís.

Promovido pela Aged, pelo Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias de Agrotóxicos (inpEV) e pela Associação do Comércio Agropecuário do Piauí (Acapi), o Recebimento Itinerante consiste na disponibilização de um posto temporário para que os agricultores possam devolver as embalagens vazias de agrotóxicos, evitando multas e promovendo a conscientização ambiental.

“Essa ação beneficia, principalmente, os pequenos produtores, que tinham dificuldades para devolver as embalagens nas Centrais de Recebimento do estado e, por isso, ficavam suscetíveis a multas”, explicou a agrônoma da Aged, Edmara Cardoso.

O primeiro Recebimento Itinerante voltado para os produtores de São Luís, São José de Ribamar, Raposa e Paço do Lumiar aconteceu em 2015 e resultou na destinação correta de 516 kg de embalagens. Este ano, o gestor da Central de Recebimento de Embalagens, Jorge Aguiar, estima que o número seja maior.

“O Brasil é referência mundial em termos de destinação ambientalmente correta de embalagens de agrotóxicos e o Maranhão é o estado do Nordeste que mais dá destino correto a essas embalagens. Nesta ação, mais voltada para agricultores que cultivam horta, até agora já registramos o recebimento de 792 embalagens”, declarou Jorge.

Josinaldo Maia, que devolveu as 26 embalagens dos agrotóxicos utilizados em 2016, contou que tinha aprendido a fazer isso no ano anterior, quando soube do primeiro Recebimento Itinerante por meio da Associação. “Acho que entregar as embalagens é importante pra saúde. A gente não pode deixar à toa, ainda mais quando se tem crianças por perto”, defendeu.

Assim como ele, o presidente da Associação de Produtores Rurais de Cumbique, Ivaldo Fróis, relatou que antes dos Recebimentos Itinerantes não devolvia suas embalagens. “Nem existia essa preocupação. Hoje já melhorou bastante, ainda não é o ideal, mas como a gente trabalha em cooperativa, a gente tá sempre orientando o pessoal a fazer um uso mais consciente dos agrotóxicos”, garantiu.

Recebimento de embalagens vazias de agrotóxicos acontece nos dias 17 e 18 na Grande São Luís

Para facilitar a devolução das embalagens vazias de agrotóxicos na Grande São Luís e evitar seu descarte inadequado no meio ambiente, a Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged/MA), o Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias de Agrotóxicos (inpEV), a Associação do Comércio Agropecuário do Piauí (Acapi) e as respectivas prefeituras promovem, nos dias 17 e 18, Recebimentos Itinerantes em São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa.

Segundo a Coordenadora de Inspeção Vegetal da Aged, Filomena Antonia de Carvalho, o objetivo do sistema de Recebimento Itinerante é facilitar o cumprimento da legislação por parte dos pequenos produtores, simplificar o processo de recebimento, conscientizar e incentivá-los a devolver regularmente as embalagens vazias de agrotóxicos. “Este vai ser o primeiro Recebimento Itinerante deste ano nessa região, mas já é o segundo que a Aged ajuda a promover. Nossa intenção é que se torne uma ação tradicional nesta época do ano”, defendeu.

Em 2015, a ação registrou o recebimento de 516 kg de embalagens vazias de agrotóxicos e este ano espera-se alcançar ainda mais produtores. “Nossa avaliação do ano passado foi muito positiva, já que é uma região onde predominantemente se cultiva horta e o uso de agrotóxicos é consequentemente menor”, esclareceu Filomena de Carvalho.

Com o Recebimento Itinerante, os produtores têm a oportunidade de devolver as embalagens vazias de agrotóxicos, lavadas de acordo com as instruções passadas pelas revendas dos produtos, em postos temporários criados especialmente para esta finalidade. Com isso, evitam-se custos com deslocamento até as Centrais de Recebimento. Ao fim do recebimento, as embalagens são transportadas com o apoio de todos os parceiros do projeto para uma das Centrais, onde receberão uma destinação final ambientalmente correta.

 

PROGRAMAÇÃO

17/11

Paço do Lumiar: das 08h às 11h30, na Rua do Anajar, 110, Iguaiba (Propriedade da Dona Júlia).

Raposa: das 13h30 às 17h30, na Rua do Bacurizal, s/n, Cumbique (Propriedade do seu Humberto).
18/11

São José de Ribamar: 08h às 11h30, na Associação dos Trabalhadores Rurais da Mata (Av. dos Agricultores, nº 22, Mata).

São Luís: 13h30 às 17h30, na R. Presidente Edson de Sousa Almeida. (Próximo ao Restaurante Amarelinho).

Fiscais iniciam trabalho de conscientização para Recebimento Itinerante de embalagens de agrotóxicos em Bacabal

 

IMG_20160609_155352A Unidade Regional Bacabal da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged) iniciou uma mobilização em preparação para o Recebimento Itinerante de Embalagens Vazias de Agrotóxicos na região. Como parte dessa iniciativa, a regional realizou uma palestra sobre o uso seguro e a destinação correta de embalagens vazias de agrotóxicos, no dia 09, no povoado São José das Verdades, de Bacabal.

Mais de 35 pessoas, entre professores, pais e alunos da Unidade de Ensino Fundamental Magalhães de Almeida participaram do evento. Durante uma hora, o fiscal agropecuário Silas Castro Reis tentou conscientizar o público sobre os cuidados necessários ao se utilizar agrotóxicos e sobre a destinação correta das embalagens. “Por não conhecer os procedimentos a serem realizados com elas, sempre joguei fora e, muitas vezes, queimei embalagens desse tipo em minha propriedade. Agora farei o correto”, garantiu a dona de casa Ivanilda.

No evento, também foi discutido, com a Associação do povoado, a necessidade de outra reunião com os agricultores a fim de orientá-los sobre o Recebimento Itinerante. A data do Dia D de Recebimento na Regional deve ser divulgada em breve.

Aged oferece palestras sobre agrotóxicos durante 7ª Semana Municipal do Meio Ambiente de Chapadinha

Fiscal Solany Domingues durante palestra, no povoado Baturité, para alunos e pequenos produtores

Fiscal Solany Domingues durante palestra, no povoado Baturité, para alunos e pequenos produtores

A Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged), por meio da Unidade Regional de Chapadinha, lançou o projeto de Recebimento Itinerante de Embalagens Vazias de Agrotóxicos, na manhã da segunda-feira (06), durante a abertura oficial da 7ª Semana Municipal do Meio Ambiente, em Chapadinha.

Na solenidade, realizada no Ginásio Poliesportivo Raimundo Nonato Vale, a Agência também apresentou uma palestra sobre “Uso correto e seguro de agrotóxicos e recebimento de embalagens vazias” para autoridades presentes, alunos da rede municipal e representantes da sociedade chapadinhense.

Durante a semana, a Regional de Chapadinha ainda participará ativamente do evento com cursos para alunos do ensino fundamental e pequenos produtores rurais, em escolas, comunidades e povoados rurais. “A participação de todos é fundamental neste processo. Só assim poderemos ter um meio ambiente equilibrado e proporcionar melhor qualidade de vida aos seres que habitam esta terra”, defendeu o fiscal agropecuário José Ivo Souza.

A Semana do Meio Ambiente, que este ano traz o tema “Meio Ambiente: Direito de Ter, Dever de Cuidar”, é promovida pela Prefeitura Municipal de Chapadinha, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, e conta com apoio da Universidade Federal do Maranhão, do Batalhão de Polícia Ambiental, do Comitê de Bacia Hidrográfica (CBH) do Rio Munim, da Aged, do Sebrae, além de outras Secretarias municipais.

Recebimento Itinerante

O Projeto de Recebimento Itinerante (RI) de Embalagens Vazias na Regional de Chapadinha – que conta com 5 Unidades Locais de Sanidade Animal e Vegetal e atende até 12 municípios maranhenses – acontecerá em agosto, durante o Dia do Campo Limpo, em parceria com o Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (inpEV), a Associação do Comércio Agropecuário do Piauí (Acapi) e a Prefeitura de Chapadinha.

O RI foi um modelo desenvolvido pelo inpEV para permitir que pequenos produtores tenham mais facilidade na entregar de embalagens vazias de defensivos agrícolas. Assim, são criados pontos de coletas estratégicos em povoados rurais do estado para o recebimento, por um determinado período de tempo e, ao fim, todo o material é recolhido e transportado para uma Central de Recebimento.

Produtores rurais de Davinópolis se engajam em Dia D de Recebimento de Embalagens de Agrotóxicos

recebimento-itinerante-davinópolisNa quinta (12), a Unidade Regional de Imperatriz da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged) promoveu o Dia “D” do Recebimento itinerante de embalagens vazias de agrotóxicos, na Secretaria de Agricultura do Município de Davinópolis.

O resultado da participação de 35 produtores da região foi o recebimento de 800 unidades ou 126,6 kg de embalagens vazias. “A princípio, estamos satisfeitos com a devolução realizada, mas, para o próximo ano, o objetivo é aumentar os postos de recebimento e consequentemente o número de embalagens devolvidas”, disse o fiscal agropecuário, André Gonçalves Ferreira.

Antes do dia programado para o recebimento, a Aged realizou atividades de educação sanitária nos povoados Água Viva, Alegria, 1º de Maio e Juçara. Nos eventos, que aconteceram entre 30 de abril e 03 de maio, foram repassadas orientações sobre a legislação dos agrotóxicos (Lei 8.521/2006 e Decreto 23.118/2007) e instalados quatro novos pontos de coleta, para que os agricultores pudessem realizar a devolução das embalagens até o dia 12.

Segundo André Ferreira, a ação, que já é a terceira realizada na Regional de Imperatriz neste ano, visa diminuir a distância entre o agricultor e a Central de Recebimento de Embalagens Vazias de Agrotóxicos, regularizando, dessa forma, a atuação deste produtor. “Nós, que estamos em contato direto com os trabalhadores rurais, vemos a necessidade de mudar os velhos hábitos. Só assim poderemos preservar a saúde do produtor e melhorar o meio ambiente onde ele vive”, declarou o secretário de Agricultura de Davinópolis, Joel Macedo.

Combate ao reaproveitamento

A devolução das embalagens vazias de agrotóxicos é fundamental para a saúde pública e para o meio ambiente. “Essas embalagens seriam descartadas de forma irregular ou reutilizadas para outros fins, causando um grande prejuízo para a população rural do município de Davinópolis”, defende o fiscal André.

De acordo com ele, quando não são devolvidas, as embalagens acabam sendo reaproveitadas para transportar água, transportar leite ou armazenar feijão, entre outros. Esta prática não é encontrada somente em Davinópolis. Em abril, durante fiscalização da Operação Impacto de Trânsito Agropecuário, a Aged apreendeu 200 litros de molho shoyu sendo transportados nesses recipientes.

Novos pontos de coleta de agrotóxicos são instalados em quatro povoados de Ribamar Fiquene

capacitacao-agrotoxico-ribamarfiquene2No último fim de semana, 02 e 03 de abril, a equipe da Unidade Regional de Imperatriz da Agência Estadual de Defesa Animal do Maranhão (AGED) capacitou 105 pessoas para a coleta de embalagens vazias de agrotóxicos.  A ação faz parte do recebimento itinerante de embalagens de agrotóxico, que alcançou a marca de 6.500 kg de embalagens vazias devolvidas, nas 16 ações realizadas em 2015.

Com vistas a expandir a iniciativa para outras áreas, novos pontos de coleta foram instalados em Ribamar Fiquene, nos povoados rurais de Tabuleirão, Boa União, São José e Jabuti, onde serão recolhidas as embalagens no dia 12 de abril, em parceria com a Secretaria de Agricultura do município.

Segundo o fiscal estadual agropecuário responsável pela capacitação, André Ferreira, ao todo o município de Ribamar Fiquene contará com oito pontos de coleta para o recebimento itinerante. “Nosso objetivo é fazer com que esse dia de coleta se torne um hábito e aconteça todo ano. A grande dificuldade dos pequenos agricultores é a distância até a central de recebimento das embalagens, que chega a 80 km. Agora eles vão poder devolver no próprio povoado e estar dentro da legalidade”, garantiu.

Modelo adequado para regiões de pequenos agricultores

Em 2015, os recebimentos itinerantes de embalagens de agrotóxico ocorreram em 14 municípios maranhenses e tiveram seus resultados reconhecidos pelo Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (inPEV).

Conforme explica o d iretor de defesa e inspeção vegetal da AGED, Roberval Raposo Júnior, esse modelo de coleta representa o compromisso da agência com o agricultor familiar e com as pequenas propriedades. “O sistema de gestão tradicional de devolução de embalagens de agrotóxicos foi concebido para grandes e médios produtores que possuem condições de cumprir de forma plena, em razão da estrutura que possuem, com o que determina a legislação. Ou seja, devolver as embalagens nas centrais ou postos de recebimento instalados pelas associações de comerciantes. A categoria de pequenos produtores recebe esta alternativa, permitindo o ingresso nas condições de legalidade quanto à legislação de agrotóxicos”, enfatizou.

 

capacitacao-agrotoxico-ribamarfiquene3

Cento e cinco pessoas foram capacitadas para a coleta de agrotóxicos em Ribamar Fiquene