Lançamento de Campanha de vacinação contra aftosa marca Encontro de Criadores de Pastos Bons

O Lançamento da campanha de vacinação fez parte do 4º Encontro de Criadores e Produtores de Pastos Bons.

O Lançamento da campanha de vacinação fez parte do 4º Encontro de Criadores e Produtores de Pastos Bons.

Para ressaltar a importância da prevenção da febre aftosa e outras doenças animais que impactam diretamente na agropecuária, a Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged/MA), por meio da Unidade Regional São João dos Patos, participou, no dia 11, do 4.º Encontro dos Criadores e Produtores de Pastos Bons, promovido pela Prefeitura Municipal em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e o Sebrae, na Fazenda Caraíbas.

Na ocasião, com a presença de cerca de 100 produtores, foi lançada oficialmente a II Etapa da Campanha de Vacinação contra febre aftosa na região, com palestras sobre febre aftosa e brucelose. “Acredito que o evento contribuiu mais uma vez para a sensibilização dos criadores sobre a importância de realizar a vacinação dos seus rebanhos contra a febre aftosa e de comprovar no escritório da Aged”, avaliou a chefe da Unidade Regional São João dos Patos, Waldívia Dias Oliveira.

Nesta II Etapa, todos os produtores maranhenses devem vacinar seu rebanho bovino e bubalino de 01 a 30 de novembro e comprovar no escritório da Aged onde sua propriedade está cadastrada. Na Regional São João dos Patos, a expectativa é de que mais de 330 mil animais sejam vacinados.

Durante a I Etapa, realizada em maio, a mesma região imunizou 322.784 bovinos e bubalino e alcançou um índice vacinal de 97,8%. Em novembro, a Unidade Regional espera alcançar índice superior.

Governo lança campanha de vacinação contra aftosa com foco em avanços econômicos

O Secretário Márcio Honaiser, o presidente da Ascem, Ivaldeci Mendonça, o presidente da Aged, Sebastião Anchieta, o secretário adjunto da Sagrima, Emerson Macedo, e o presidente da Faema, Raimundo Coelho, exibem selos obliterados.

O Secretário Márcio Honaiser, o presidente da Ascem, Ivaldeci Mendonça, o presidente da Aged, Sebastião Anchieta, o secretário adjunto da Sagrima, Emerson Macedo, e o presidente da Faema, Raimundo Coelho, exibem selos obliterados.

Com a presença de representantes de associações e sindicatos de produtores, médicos veterinários, empresários, fiscais e outros representantes do setor agropecuário, o Governo, por meio da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima) e da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged/MA), lançou a II Etapa da Campanha de vacinação contra Febre Aftosa, nesta terça-feira, às 10h, na Sala de Reuniões da Vice-Governadoria.

Para marcar o início do período vacinal, a Aged e os Correios lançaram oficialmente o selo comemorativo de 15 Anos sem Aftosa no Maranhão e convidaram o Secretário da Sagrima, Márcio Honaiser, e os presidentes da Associação de Criadores do Estado do Maranhão (Ascem), Ivaldeci Mendonça Júnior, do Instituto de Agronegócios do Maranhão (Inagro), José de Jesus Reis Ataíde, e da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Maranhão, Raimundo Coelho, para carimbarem o selo postal. Segundo o presidente da Aged, Sebastião Anchieta, a escolha dos nomes para a cerimônia se deu em virtude do papel representado pelas instituições para que o estado conseguisse controlar a doença.

“Não temos dúvida de que os avanços sanitários que conquistamos no setor agropecuário, a exemplo da certificação internacional como área livre de febre aftosa com vacinação, não seriam possíveis sem o trabalho de nossos abnegados servidores e de todos os parceiros que nos acompanham neste trabalho”, declarou Sebastião.

O lançamento também foi marcado pela exibição de um vídeo sobre os percursos percorridos até que o Maranhão estivesse livre de febre aftosa, com ênfase na importância da manutenção da vacinação e do fortalecimento da vigilância sanitária para o crescimento econômico do estado. “Este ano, os Estados Unidos abriram as portas para o Brasil e o porto mais próximo de lá é o nosso. Mas não queremos que o Maranhão seja apenas um corredor, queremos que o gado criado aqui seja exportado”, destacou o secretário Márcio Honaiser.

O presidente da Ascem, Ivaldeci Mendonça Júnior, reforçou o compromisso das entidades de classe em continuar trabalhando pela conscientização dos produtores. “Estamos à disposição da Aged e da Sagrima porque entendemos que o agronegócio é importantíssimo não só para o Maranhão, mas para o Brasil. Já que é ele que segura, há 30 anos, a balança comercial do país. De forma que nós entendemos que estamos juntos em prol do crescimento da economia nacional, por meio do agronegócio”, defendeu.

VACINAÇÃO

De 01 a 30 de novembro, todos os produtores maranhenses devem vacinar seu rebanho bovino e bubalino e comprovar no escritório da Aged onde sua propriedade estiver cadastrada. Na comprovação, o produtor deve apresentar a nota fiscal da vacina, obtida junto ao fornecedor do produto, e a relação dos animais imunizados.

Maranhão entra na segunda etapa de vacinação contra febre aftosa

De 01 a 30 de novembro, acontece a II Etapa da Campanha de Vacinação contra a Febre Aftosa no Brasil. No Maranhão e em outros 13 estados todo o rebanho bovino e bubalino deve ser imunizado. Para registrar o período, o Governo, por meio da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima) e da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged/MA), realizam, nesta terça-feira (01), às 10h, na Sala de Reuniões da Vice-Governadoria, o lançamento da campanha com uma cerimônia de obliteração do selo comemorativo 15 Anos Sem Febre Aftosa no Maranhão.

O evento, que deverá reunir representantes de diversas entidades do setor agropecuário, tem por objetivo conscientizar autoridades e produtores sobre a importância de continuar vacinando o seu rebanho. “A vacinação contra aftosa acontece, todos os anos, em maio e novembro. Historicamente, temos alcançado índices vacinais inferiores nas segundas etapas. Este ano, queremos reforçar o apelo aos produtores para que consigamos manter nosso índice vacinal acima de 98% e garantir a sanidade do rebanho maranhense”, explica o presidente da Aged, Sebastião Anchieta.

Na última campanha, realizada de 01 de maio a 15 de junho, o Maranhão conquistou a maior cobertura vacinal do Nordeste, com a imunização de 98,46% do seu rebanho bovino e bubalino, equivalente a 7.513.765 animais. Esta foi a terceira campanha consecutiva em que o estado apresentou uma cobertura acima de 98%.

“A manutenção do estado como livre de aftosa é fundamental para o crescimento da pecuária e para a atração de investimentos. Não podemos esquecer que esse foi um fator decisivo para que iniciássemos a exportação de gado vivo genuinamente maranhense, operação que, até o primeiro semestre de 2016, já gerou R$ 42 milhões de reais para pequenos e médios produtores”, ressalta o secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Márcio Honaiser.

Selo Comemorativo

Na cerimônia de lançamento da campanha, a Aged também pretende relembrar a trajetória de controle da doença. Em agosto desde ano, o Maranhão completou 15 anos desde o último e único caso de febre aftosa registrado pelo Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), no município de Eugênio Barros. Para comemorar a data, foi produzido um selo comemorativo junto aos Correios, que será lançado na ocasião e obliterado por cinco personalidades escolhidas pela Aged.