Sagrima divulga primeira parcial da campanha

Sagrima divulga primeira parcial da Campanha de Vacinação contra Febre Aftosa

Aproximadamente quatro milhões de doses de vacina contra a febre aftosa já foram comercializadas no Maranhão nos primeiros 10 dias da segunda etapa da Campanha de Vacinação contra a Febre Aftosa, de acordo com dados da Central de Distribuição de Vacinas do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Esse número representa cerca de 45% do total de vacinas que foram disponibilizadas para os criadores maranhenses durante esta segunda etapa, que se encerra no dia 14 de dezembro.

Nessa campanha, as vacinas estão sendo vendidas a preços que variam de R$ 1,20 a R$ 1,70. As revendedoras e distribuidoras de vacinas disponibilizaram um estoque de 9.038.803 doses de vacina para atender o rebanho maranhense de 7,2 milhões de bovinos e bubalinos.

O proprietário de uma casa de produtos agropecuários e presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Açailândia, Joaquim Ramos Júnior, informou que houve uma procura muito grande pelas vacinas nos primeiros dias da campanha. “Nós já vendemos cerca de 35% do nosso estoque de vacinas e esperamos que a partir da próxima semana a procura seja ainda maior”, afirmou ele.

Além de já comercializar quase a metade das doses de vacina disponibilizadas aos criadores em todo o Estado do Maranhão, esta segunda etapa da Campanha de Vacinação contra a Febre Aftosa apresenta outros dados positivos.

Comprovação

Segundo levantamentos realizados nos 18 escritórios regionais da Agência de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged), feitos pela Diretoria de Defesa e Inspeção Sanitária Animal do órgão, nos primeiros 10 dias da campanha cerca de 500 mil cabeças de bovinos e bubalinos já foram vacinados, número três vezes maior do que o registrado em campanhas anteriores, que era de 150 mil animais.

O diretor geral da Aged, Fernando Lima, se mostrou entusiasmado com os números do levantamento, visto que, historicamente, os criadores maranhenses têm o hábito de comprovar a imunização nos escritórios da Aged apenas 20 dias após o início da campanha de vacinação. “Esses 500 mil animais vacinados correspondem às comprovações realizadas mediante apresentação de nota fiscal de compra das vacinas, que poderão ser realizados nos escritórios da Aged até o dia 30 de dezembro deste ano”, explicou ele.

O secretário de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima), Cláudio Azevedo, ressaltou que nesta segunda etapa não haverá prorrogação do prazo para o término da campanha. “Encerraremos, impreterivelmente, no dia 14 de dezembro o período de vacinação do rebanho, pois já está feito um acordo com o Ministério da Agricultura para que seja iniciada a sorologia dos animais a partir do dia 14 de fevereiro”, informou Cláudio Azevedo. “Essa sorologia deve comprovar a inexistência do vírus da aftosa no Maranhão, que atenderá a um dos critérios do Ministério para que o estado seja classificado como zona livre da doença”, complementou ele.

Dos cerca de 500 mil animais vacinados, os fiscais de defesa animal e assistentes agropecuários da Aged, que é um órgão vinculado à Sagrima, já acompanharam a vacinação de 41.607 animais em 210 propriedades beneficiadas com as vacinações oficiais, assistidas ou fiscalizadas.

Texto: Vitória Castro (Sagrima)