Maranhão já alcançou 90% da cobertura vacinal contra aftosa

Chefe da Regional de Viana aplicando vacina em rebanho de comunidade quilombola, em São Vicente de Ferrer.

Chefe da Regional de Viana aplicando vacina em rebanho de comunidade quilombola, em São Vicente de Ferrer.

De acordo com dados do Sistema de Integração Agropecuária (Siapec) da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged/MA), desde o dia 27, o Maranhão já registrou a vacinação de 90% do rebanho bovino e bubalino contra febre aftosa, alcançando a meta estabelecida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e garantindo a manutenção do status sanitário de área livre de febre aftosa com vacinação.

Após o encerramento do período de vacinação, que se estendeu de 1º de novembro a 15 de dezembro, e do período para a comprovação da aplicação pelos produtores, finalizado em 27 de dezembro, a Aged/MA entrou na reta final de contabilização da cobertura vacinal contra febre aftosa, com a digitalização das informações feitas em papel.

“Em municípios com dificuldade de acesso à internet, a comprovação ainda é feita manualmente e, somente depois, é atualizada no Siapec. Por isso, os escritórios da Aged ainda contam com um prazo interno para digitação e atualização de dados no sistema”, explicou o coordenador do Programa Estadual de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (PNEFA) na Aged, Adriano Moura.

Antes da finalização do prazo para inserção dos dados no sistema, a Agência comemora o alcance da meta do Mapa e mantém a expectativa de ultrapassar a marca de 98%. “Desde 2005, o Maranhão alcança índices vacinais acima de 90%. Nosso trabalho foi se fortalecendo e consolidando ao longo dos anos e o produtor maranhense é consciente da importância de vacinar seu rebanho”, destacou o presidente da Aged/MA, Sebastião Anchieta.

A previsão para a divulgação do resultado final da II Etapa da Campanha de Vacinação é para o dia 15 de janeiro de 2017.

Histórico

Em 2016, o Maranhão completou três campanhas consecutivas com índices vacinais acima de 98%. Os números representam os melhores resultados obtidos pelo estado desde 2005. Em maio deste ano, o Maranhão vacinou 98,46% do seu rebanho bovino e bubalino, com isso, foi o estado do Nordeste com o melhor desempenho na I Etapa da campanha.

Além dos bons resultados, 2016 também foi o ano em que a Aged/MA comemorou 15 anos desde o único e último caso de febre aftosa registrado pelo Mapa no Maranhão.