AGED se reúne com parceiros para tratar do Projeto “Campo Limpo Ambiente Saudável “

Reunião Vegetal

Técnicos da defesa e inspeção vegetal da Agência Estadual de Defesa Agropecuário do Maranhão (AGED), se reuniram nesta terça-feira (01), com a  Agência Estadual de Pesquisa e Extensão Rural do Estado (AGERP) e representantes de prefeituras municipais, para discutir sobre  o Projeto “Campo Limpo Ambiente Saudável, que trata do recebimento itinerante de embalagens vazias de agrotóxicos.

O Governo do Maranhão, através da AGED, realizará na segunda quinzena de outubro, a campanha de Recebimento de Embalagens Vazias de Agrotóxicos. Este trabalho será desenvolvido em parceria  com o Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias de Agrotóxicos (inpEV), Associação Comércio Agropecuário do Piaui (ACAPI), Prefeituras Municipais e  a Agência Estadual de Pesquisa e Extensão Rural do Estado (AGERP).

Esta ação comtemplará os municípios de São Luís, São José de Ribamar, Raposa e Paço do Lumiar, que se destacam na produção de hortifrutigranjeiros. Na produção desses produtos são utilizados agrotóxicos para o controle de pragas e ervas daninhas, gerando assim,  grande quantidade de embalagens vazias, que de acordo com a legislação vigente, devem ter uma destinação ambiental correta. Atualmente, essas embalagens vazias são descartadas na propriedade, gerando grande risco ambiental e à saúde humana.

O objetivo é viabilizar o sistema de recebimento itinerante, o cumprimento da legislação por parte das revendas e pequenos produtores, simplificar o processo de recebimento para o pequeno produtor, conscientizar e incentivar os pequenos produtores a devolver regularmente as embalagens vazias de agrotóxicos após a Tríplice Lavagem, estimular as revendas a participarem do projeto, facilitar a devolução das embalagens vazias aos pequenos agricultores e retirar do meio ambiente  embalagens vazias de agrotóxicos.

O projeto realizará um trabalho educativo, através de treinamentos nas comunidades agrícolas sobre o uso corretos e seguro de agrotóxicos e destino final de embalagens vazias de agrotóxicos, direcionados aos pequenos produtores, com palestras, programas de rádios locais, folders, jornais e cartazes. Os pontos específicos de armazenamento temporários em cada município, serão definidos pelas prefeituras e comunidades locais.

“É importante que estes locais sejam muito bem escolhidos e que todos estejam juntos e  conversando sempre, para termos um mesmo entendimento”. Esclareceu, o diretor de defesa  e Inspeção Vegetal da AGED, Roberval Raposo Junior.

Paralelamente à realização do projeto “Campo Limpo Ambiente Saudável”, a AGED realizará fiscalização nos locais onde acontecerão os recebimentos itinerantes, com o objetivo de conferir se todas as embalagens vazias de agrotóxicos foram retiradas do meio ambiente, em cumprimento ao que determina a Lei Federal nº 9.974/00.