AGED realiza fiscalização do vazio sanitário da soja e do uso e comércio de agrotóxicos em Caxias e Aldeias Altas

Por Suyane Scanssette
19/10/2021 15:17

Os fiscais da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED/MA) realizaram a fiscalização do uso e do comércio de agrotóxicos nos municípios de Caxias e Aldeias Altas. A Ação consistiu em visitas aos estabelecimentos observando as condições de transporte, armazenamento, comercialização e outros parâmetros preconizados legalmente, podendo ser aplicadas medidas educativas ou punitivas sempre que ocorrer infração ao cumprimento dos parâmetros legais que regem esse tipo de comércio. Na fiscalização do uso de agrotóxicos nas propriedades visitadas foram observados uso dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s), o armazenamento e a devolução das embalagens vazias.

Ainda nesta agenda, foi desenvolvida a fiscalização do vazio sanitário da soja nos referidos municípios. Para o fiscal Francide Vilarinho “o vazio sanitário da soja é importante, pois  quebra o ciclo da ferrugem asiática da soja, que e uma doença causada pelo fungo phakopsora pachyrhizi. Sua manifestação e observada através de pontos escuros no lado inferior das folhas e o combate é feito através de semeadura com espaçamento adequado e aplicação de fungicidas, mas a principal forma de combate é o vazio sanitário”, explicou.

Neste contexto foi realizado o levantamento fitossanitário da praga quarentenária Amarantus palmeri com orientações sobre os riscos e de como reconhecer a praga no campo. Os produtores foram informados sobre a possibilidade de perdas de ate 80% nas culturas de feijão, milho, soja e algodão. Sendo uma espécie de caruru, com alta variabilidade genética e fenotípica, a identificação se dará por características muito especificas.

Estas ações são fundamentadas na Portaria nº 352 de 11 de julho de 2019, que disciplina o vazio sanitário no Estado do Maranhão, na Lei nº 8521 de 30 de novembro de 2006 e Decreto nº 23.118 de 29 de maio de 2007.

“Estas atividades apresentam relevância, pois proporcionam garantia de qualidade ao patrimônio agropecuário do Estado. Desta forma a AGED-MA contribuí agregando valor ao produto maranhense”, afirmou o Técnico em fiscalização agropecuária, Renato Gregório dos Santos.

Participaram da ação os fiscais estaduais agropecuários da AGED Pedro Soares Filho e Francisco Rodrigues da Silva.

Acompanhe nosso trabalho também nas redes sociais:

Instagram: www.instagram.com/aged.ma

Facebook: www.facebook.com/aged.ma 

Twitter: www.twitter.com/Aged_Maranhao