AGED realiza fiscalização de agrotóxicos na região Sul do Maranhão

Por Suyane Scanssette
30/06/2021 09:17

Fiscais da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED/MA) realizaram nos municípios de Loreto, Sambaíba e São Raimundo das Mangabeiras a fiscalização em propriedades rurais quanto ao uso, armazenamento de agrotóxicos e devolução das embalagens vazias de agrotóxicos e afins.

Durante a ação foram fiscalizadas 21 propriedades rurais tanto na BR 230 quanto na ilha de Balsas (divisa com o Estado do Piauí). Ainda foram realizados 10 levantamentos fitossanitários nas propriedades, cujos principais problemas relatados pelos produtores foram quanto ao Capim-amargoso e a Vassourinha de Botão, que são plantas daninhas resistentes ao herbicida glifosato.

Os fiscais prestaram ainda orientação sobre a proibição da aplicação do herbicida glifosato por via aérea e também sobre a proibição do uso de agrotóxicos com o princípio ativo do Paraquate, cuja comercialização e uso foram proibidas pela Anvisa no ano passado.

 A AGED ainda fez um alerta quanto ao período do vazio sanitário da soja no Estado, que para a região produtiva no Sul do Maranhão tem início em 1 de agosto e vai até dia 30 de setembro. Os produtores receberam instruções sobre a destruição da Soja Voluntária (sequeiro) e para aqueles que possuem sistema de irrigação foi repassada orientação sobre autorizações e comunicados, que devem ser feitos à AGED até 30 dias antes do início do vazio sanitário.

A ação de fiscalização foi realizada pela Unidade Regional da AGED em Balsas no período de 14 a 18 de junho de 2021. Nenhuma irregularidade encontrada durante a ação.

Acompanhe nosso trabalho também nas redes sociais:

Instagram: www.instagram.com/aged.ma

Facebook: www.facebook.com/aged.ma 

Twitter: www.twitter.com/Aged_Maranhao