AGED realiza fiscalização de agrotóxicos em estabelecimentos

A ação percorreu os municípios de Brejo de Areia, Altamira do Maranhão, Conceição do Lago Açu, Marajá do Sena, Paulo Ramos e Vitorino Freire

Vários estabelecimentos foram vistoriados e os proprietários receberam orientações quanto aos agrotóxicos

Por Suyane Scanssette
25/09/2020 15:40

A Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED/MA), através de sua Unidade Regional em Bacabal, realizou a fiscalização de agrotóxicos em estabelecimentos com alimentos e casas agropecuárias em diversos municípios que são assistidos pela Regional.

Técnicos da AGED percorreram as cidades de Conceição do Lago Açu, Brejo de Areia, Altamira do Maranhão, Marajá do Sena, Paulo Ramos e Vitorino Freire fiscalizando estabelecimentos com venda irregular de agrotóxicos e empreendimentos com registro autorizado para revenda junto à Agência, cujo documento estava vencido.

De acordo com o fiscal estadual agropecuário (FEA) da AGED, Silas Castro Reis as fiscalizações vistoriam as exigências dispostas pela legislação vigente como para casas de revendas de agrotóxicos: apresentar as condições de segurança para produtos perigosos, identificando o local e isolando de outros produtos, ter o técnico responsável pelo estabelecimento e possuir o registro junto a AGED no prazo de validade.

Segundo o fiscal da AGED, no total foram fiscalizados 18 estabelecimentos de comércio de alimentos com venda de defensivo agrícola, 03 propriedades rurais, 05 casas de revendas de agrotóxicos que não possuíam registro junto à Agência, 03 casas de revenda com registro vencido e foram emitidas 04 notificações por irregularidades.

Cadastro de estabelecimentos de sementes e mudas

Os fiscais da AGED, durante a ação de fiscalização, ainda procederam com o cadastro de empreendimentos de venda e comercialização de sementes e mudas. Os cadastros foram realizados em estabelecimentos situados nos municípios de Brejo de Areia, Altamira do Maranhão, Vitorino Freire e Paulo Ramos.

“Além de fiscalizar propriedades e casas de revendas, fizemos orientações quanto ao uso de agrotóxicos e o descarte das embalagens e ainda realizamos o cadastro dos estabelecimentos para venda de semente e de mudas”, explicou Silas Castro, fiscal da AGED.

Acompanhe nosso trabalho também nas redes sociais:

Instagram: www.instagram.com/aged.ma

Facebook: www.facebook.com/aged.ma 

Twitter: www.twitter.com/Aged_Maranhao