AGED e SAGRIMA realizam ação de vacinação assistida em propriedade na Zona Rural da Grande Ilha

Fiscal da AGED em demonstração de como utilizar a pistola de vacinação

Por Suyane Scanssette
02/06/2021 15:01

A Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED/MA) e a Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Pesca (SAGRIMA) realizaram ação de vacinação assistida em uma propriedade rural na região metropolitana de São Luís, na manhã desta quarta-feira, 02. Esta ação teve a presença do secretário de Agricultura, Pecuária e Pesca, Sérgio Delmiro, o Gestor da Unidade Regional da AGED em São Luís, Assuero Feitosa Jr, representante da Secretaria Municipal de Agricultura de São José de Ribamar e servidores da AGED e SAGRIMA.

As vacinações assistidas, fiscalizadas e oficiais têm como objetivo dar orientação sobre boas práticas de vacinação aos pequenos produtores, fazer o acompanhamento da imunização em propriedades que apresentem maior potencial de risco para o programa da febre aftosa e para certificar a aplicação da vacina garantindo a prevenção dos rebanhos existentes.

O secretário Sérgio Delmiro explicou que esse trabalho de orientação executado pela AGED junto aos produtores é muito importante, principalmente para o pequeno produtor, para que o Maranhão possa atingir a meta de vacinação contra febre aftosa no Estado. “É importante que todos os criadores do Estado façam a vacinação dos seus rebanhos, para ultrapassarmos a meta de 95% dos rebanhos imunizados para que possamos ser área livre de aftosa sem vacinação e para isso contamos com envolvimento do produtor e criador maranhense para atingirmos essa meta”, afirmou.

De acordo com o gestor da Unidade Regional da AGED em São Luís, Assuero Feitosa durante as vacinações fiscalizadas, os fiscais fazem as orientações como aplicar a vacina, como acondicionar e manter a vacina na temperatura ideal para que ela tenha uma imunização adequada e esperada. “A vacinação é importante e a participação dos produtores tem sido essencial para o status sanitário do Estado de zona livre de aftosa”, explicou.

A ação foi realizada na propriedade rural do criador Faustino Pinheiro. Com um pouco mais de 20 cabeças de bovinos, ele conta que sempre vacinou seus animais e que nunca descuidou de nenhuma vacinação do gado. “Eu nasci em uma vacaria e desde garoto eu acompanho meu pai na criação do gado. Eu sempre vacino meus animais e a AGED tem nos dados orientações importantes para vacinar os animais. Aqui eu sempre vacino gado contra aftosa, brucelose e raiva, pois nunca deixei de imunizar meus animais”, declarou Faustino.

Durante as vacinações assistidas, a AGED ensina o criador como vacinar o gado, qual a quantidade de gelo para manter a temperatura adequada da vacina. Ainda são dadas as noções de higienização dos instrumentos usados durante a vacinação, além do local e forma de aplicação corretos. Todas essas orientações visam garantir o bem-estar do animal e eficiência do produto biológico.

Desde o ano passado a AGED alerta o criador para os cuidados em relação a pandemia da COVID-19, como o uso da máscara. Alerta-se também para que evitem aglomerações e lanches coletivos, compartilhamento de copos ou talheres durante a vacinação dos animais, entre outras dicas.

Acompanhe nosso trabalho também nas redes sociais:

Instagram: www.instagram.com/aged.ma

Facebook: www.facebook.com/aged.ma 

Twitter: www.twitter.com/Aged_Maranhao