AGED e IMESC discutem termo de cooperação técnica

Objetivo é elaborar o Zoneamento Ecológico Econômico do bioma Cerrado

Por Suyane Scanssette
21/02/2020   14:15

A diretora geral da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED/MA), Fabiola Ewerton recebeu nesta quinta-feira, 20, em seu gabinete, o presidente do Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos do Maranhão (IMESC), Dionatan Carvalho para tratarem do Acordo de Cooperação Técnica para elaboração do Zoneamento Ecológico Econômico (ZEE) do bioma Cerrado no Estado.

Fabiola explicou que por meio do termo de Cooperação Técnica, a AGED vai auxiliar o IMESC na coleta de amostras de solo, uma vez que a Agência está presente com escritórios em 167 municípios maranhenses. “Compreendemos a importância do ZEE, por se tratar de um documento que vai auxiliar nas políticas públicas que impactam diretamente nos interesses da AGED que é a melhoria da produção rural”, afirmou.

Já o presidente do IMESC, Dionatan Carvalho está animado com a parceria, entendendo que o conhecimento amplo do território maranhense pelos técnicos da AGED vai permitir a conclusão do ZEE até novembro deste ano. “Essa parceria será muito importante, tendo em vista o desafio de concluirmos o ZEE ainda em 2020. Entendemos que a AGED tem uma capilaridade significativa no território do Maranhão e os técnicos irão somar com suas experiências, na elaboração do Zoneamento do Cerrado, nos auxiliando no trabalho de campo”, disse.

Participaram da reunião pela AGED, a Diretora de Defesa e Inspeção Vegetal, Antônia Lúcia Malheiros, e os técnicos Luís Roberto Leite e Keila Teles e pelo IMESC, o presidente Dionatan veio acompanhado do pesquisador do órgão Luís Jorge Dias.

O ZEE é uma importante ferramenta de planejamento a ser utilizada tanto pelo Governo do Estado, quanto por agricultores, pecuaristas, empresários, pesquisadores e demais interessados. O documento será composto por uma série de pesquisas e estudos sobre solos, relevos, vegetação, fauna e componentes humanos de uma determinada região.

A partir destas informações, tanto agentes públicos quanto privados podem tomar as melhores decisões com relação a planos, programas e projetos, que utilizem recursos naturais, sem prejuízo da manutenção do capital ecológico e econômico.  O ZEE promoverá a democratização do conhecimento geoeconômico maranhense.

Acompanhe nosso trabalho também nas redes sociais:

Instagram: www.instagram.com/aged.ma

Facebook: www.facebook.com/aged.ma 

Twitter: www.twitter.com/Aged_Maranhao