Ações da AGED em 2019 fortaleceram a instituição

A adesão ao SISBI e a criação da Lei do Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial, Familiar, Artesanal e de Pequeno Porte foram destaques da atual gestão

RETROSPECTIVA (19)

Por Suyane Scanssette
17/02/2020  08:29

Muitas ações marcaram o avanço da atual gestão da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED/MA), mostrando que o ano de 2019 foi de muito trabalho nas diversas frentes que a Agência atua, com destaque para as ações de parceria com diversos órgãos com atuação em todas as cadeias produtivas do Estado, a adesão ao Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISBI), a criação da Lei do Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial, Familiar, Artesanal e de Pequeno Porte (SUSAF), a convocação de novos fiscais e o Maranhão alcançando índices para se tornar zona livre de aftosa sem vacinação.

À frente da pasta, há 1 ano, a diretora geral da AGED, Fabiola Ewerton explica que 2019 foi um ano de desafios, na busca de consolidar a atuação da Agência para inclusão produtiva e geração de renda. “A agência tem um foco grande no combate à aftosa e ao longo do ano buscamos ampliar o foco de atuação, com intervenções de ações locais com melhoria e dinamização na forma de produção com foco na defesa, na sanidade vegetal, saúde animal e qualidade dos produtos”, afirmou.

A diretora explica que houve um crescimento no número de estabelecimentos registrados com selo de inspeção, incluindo o primeiro estabelecimento 100% da agricultura familiar. “Estamos trabalhando para dar condições para que o Maranhão seja mais justo, por isso estamos atuando no meio rural, onde está a potencialidade do Estado, dando assim condições para a população gerar renda e melhorar sua situação social”, destacou.

Parcerias – Em 2019 a Aged, órgão vinculado à Secretaria Estadual de Agricultura do Maranhão (Sagrima), também realizou parcerias com várias instituições, entre as quais Universidade Federal do Maranhão (Uema), Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Energia do Maranhão (Seinc), Secretaria Estadual de Saúde (SES), Fundo de Desenvolvimento da Pecuária do Estado do Maranhão (Fundepec), Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (Agerp), Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema), Superintendência Federal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento no Maranhão (SFA/MAPA), entre outras.

Nesse sentido, merece destaque a busca para aprimorar a intersetorialidade e transversalidade do Sistema Estadual de Produção e Abastecimento (SEPAB), criado em 2015 para integrar as ações do Programa Mais Produção, que tem como foco o abastecimento do Estado e a busca pela autossuficiência, por meio de seis cadeias produtivas prioritárias (mel, extrativismo, hortifruti, mandiocultura, ovinocaprinocultura e piscicultura). Para tanto, a Aged tem atuado no processo de desenvolvimento tanto do agronegócio como da agricultura familiar em dois setores da cadeia produtiva dos produtos agropecuários: Setor Primário, por meio dos Programas de Defesa Animal, Vegetal e Inspeção Vegetal; e Secundário, por meio de Inspeções Sanitárias dos Produtos de Origem Animal (agroindústrias).

“Estamos presentes nos vários elos da cadeia, desde o início de produção, passando pelo beneficiamento dos produtos e o trabalho conjunto foi importante para conseguir avanços sólidos. Temos buscado aproximação maior com a população, pois somos prestadores de serviço para o homem e a mulher do campo. Mostramos que somos um órgão de fiscalização, mas acima de tudo somos órgão de apoio, orientação e auxílio para que eles produzam cada vez mais e melhor”, pontuou.

Mais ações – No ano passado destaque para ações de fiscalização em estabelecimentos com ações de defesa sanitária animal, no intuito de garantir a segurança zoosanitária dos rebanhos do Maranhão. As ações desenvolvidas abrangem Laudos de Vistoria de propriedades, Notificações Atendidas, Vigilâncias Epidemiológicas, Ações de capturas e monitoramento de Abrigos de morcegos hematófagos e Propriedades com vacinação (Brucelose e Raiva), Fiscalização em Casas de Revendas de vacinas, entre outras.

Foram realizadas fiscalizações em estabelecimentos registrados no Serviço de Inspeção Estadual (SIE) para controle higiênico-sanitário de produtos e subprodutos de origem animal. Além disso, foram registrados seis novos estabelecimentos no SIE, entre Usinas de Beneficiamento, Abatedouros, Unidades de Beneficiamento de Produtos não Comestíveis e Fábricas de Laticínios. Já em relação aos estabelecimentos inspecionados em cobertura vegetal, foram 2.658 fiscalizações para garantir condições fitossanitárias adequadas para a produção de alimentos de qualidade, tais como Inspeção de propriedades, de Máquinas e de Viveiros, Monitoramento de Pragas e Vazio Sanitário.

Outro destaque foi a realização, periódica, de palestras em eventos agropecuários destacando os principais aspectos da defesa agropecuária. Nesse sentido, ao longo de 2019, foram atendidas mais de 24.300 pessoas com ações de conscientização sobre a importância da prevenção, controle e erradicação das doenças dos animais, da sanidade dos vegetais, da segurança e qualidade dos produtos e subprodutos agropecuários, entre outros temas.

Futuro – De acordo com Fabiola Ewerton, o foco de trabalho em 2020 serão as ações de campo, vigilância sanitária e agropecuária. “A nossa equipe vai estar mais próxima das propriedades para observar o plantel, o rebanho, a produção para identificar, previamente, eventuais doenças e danos ao rebanho maranhense”. A diretora da Aged convoca a população para que todos sejam parceiros deste trabalho, comunicando a Agência quando identificarem morte de animais ou perda de produção vegetal.

“Vamos fortalecer o SISBI, fortalecer o SIE, com equivalência ao Selo de Inspeção Federal, apresentando as indústrias que irão receber o selo para comercializar em todo território brasileiro. Estamos fortalecendo a equipe, com tudo convergindo com o plano de governo de combate a pobreza, de melhoria do Maranhão e avanço das questões sociais e econômicas do Estado”, finalizou.

Acompanhe nosso trabalho também nas redes sociais:

Instagram: www.instagram.com/aged.ma

Facebook: www.facebook.com/aged.ma 

Twitter: www.twitter.com/Aged_Maranhao