Abatedouro frigorífico de Santa Inês recebe o certificado de registro no Serviço de Inspeção Estadual

Por Suyane Scanssette com informações Ascom SEINC
08/02/2021 17:09

Um abatedouro frigorífico de Santa Inês recebeu na manhã desta segunda-feira, 08, no auditório da Secretaria de Estado da Indústria, Comércio e Energia (SEINC), o título de registro no Serviço de Inspeção Estadual (SIE), conferido pela Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED), com as presenças da diretora Geral da AGED em exercício, Antonia Lucia Malheiros, do secretário da SEINC, Simplício Araújo, da Secretária Adjunta de Agricultura e Pecuária, Andreia Amorim.

A diretora Geral da AGED em exercício, Antonia Lucia Malheiros disse que os órgãos estaduais juntos na solenidade de entrega do título de registro no SIE representam o compromisso do Governo do Maranhão com a geração do trabalho e renda e avanço da agroindústria em todo Estado. Além disso, frisou a diretora, que a população de Santa Inês e os municípios vizinhos vão ganhar com a qualidade e segurança dos alimentos que serão processados no abatedouro. “Os produtos que serão entregues aos consumidores da região vão obedecer aos padrões higiênicos-sanitários estabelecidos na legislação vigente. Todos ganham com este abatedouro, a população que vai ter um alimento seguro na mesa, a economia com a geração de trabalho, renda e ampliação de mercado para comercialização em todo Estado e os resíduos gerados não vão agredir o meio ambiente”, explicou.

O secretário da Seinc, Simplício Araújo, destacou o papel do Governo do Maranhão no processo. “Estamos aqui para ajudar, Seinc, Sagrima e Aged. Esse é o papel do Governo, de estar à disposição para podermos ter mais exemplos como esse. Essa não é apenas uma oportunidade de receita, de lucro, mas de ofertar à população uma carne mais segura para o consumo. Então, a gente faz com que esse recurso fique aqui no estado e evite que aquela carne com maior valor agregado – como a resfriada, processada e congelada – seja procurada em estados vizinhos e possa sair daqui do Maranhão”, destacou.

O secretário relacionou a recente geração de empregos no agronegócio pelo estado – com grande destaque em 2020 em âmbito nacional – à certificação do abatedouro Vale do Pindaré, conduzido pelo proprietário José Antônio Firmino, em Santa Inês.

“Essa criação de emprego vem de arranjos produtivos como esse. Antes, o seu ‘Zé’ tinha um produto, o comércio queria comprar esse produto, mas ele não tinha licenciamento, e aí estava indo buscar a carne no Pará, gerando emprego, ICMS e adensamento da cadeia produtiva lá. E quando entramos no Governo em 2015, junto com a Sagrima e Aged, avançamos bem com várias certificações importantes”, explicou Simplício Araújo.

Com a gestão do governador Flávio Dino, o Maranhão veio crescendo com o número de abatedouros com certificados no Serviço de Inspeção Estadual. Hoje, com a entrega do SIE a esse estabelecimento de Santa Inês, o estado contabiliza nove abatedouros com inspeção estadual.

O empreendimento tem capacidade para abater 300 bois/dia e, além de Santa Inês, vai começar a atender pelo menos 30 cidades vizinhas. “Tive vários apoios, por meio do Governo. Antes eu tinha vontade de trabalhar e não tinha condição, tinha meu produto e não podia vender e hoje eu vou ter a possibilidade de vender no Maranhão todo. Eles [Governo] me deram muita força para eu poder conseguir”, comemora José Firmino.

Acompanhe nosso trabalho também nas redes sociais:

Instagram: www.instagram.com/aged.ma

Facebook: www.facebook.com/aged.ma 

Twitter: www.twitter.com/Aged_Maranhao